sexta-feira, 22 de maio de 2015

Coprodução brasileira "Paulina" é premiada na Semana da Crítica de Cannes

Cena do filme "Paulina", de Santiago Mitre
"Paulina", de Santiago Mitre, uma coprodução entre Argentina, Brasil e França, venceu o Prêmio do Júri, o principal prêmio atribuído na Semana da Crítica, uma das duas mostras paralelas do Festival de Cannes.

O drama conta a história de Paulina, uma moça de 28 anos que decide largar a carreira de advogada para se tornar professora numa região pobre da Argentina. Um dia, pouco depois da sua chegada, ela é agredida e estuprada por um grupo de jovens, alguns deles seus próprios alunos. Apesar do trauma, ela toma uma decisão inesperada.

A coprodução brasileira é da Videofilmes, produtora dos irmãos Walter Salles ("Central do Brasil" e "Linha de Passe") e João Moreira Salles ("Santiago" e "Últimas Conversas").  "Esse prêmio tem uma importância simbólica, em um ano em que o nosso cinema foi menos presente em Cannes do que poderia, e prova que a cooperação na produção entre Brasil e Argentina criada pela Ancine é um acerto", afirmou Walter após o anúncio do prêmio.

O argentino Santiago Mitre, diretor de "Paulina", foi roteirista de Pablo Trapero, hoje um dos mais reconhecidos cineastas da Argentina, em filmes como "Leonera", "Abutres" e "Elefante Branco".

Outra coprodução brasileira, o colombiano "La Tierra y la Sombra", de César Augusto Acevedo, ficou com dois prêmios: o France 4 Visionary Award e o prêmio SACD, a Sociedade dos Autores da França. O filme mostra um fazendeiro que volta a sua antiga plantação de cana de açúcar para cuidar do filho doente, 17 anos depois de partir.

Nesta sexta, serão anunciados os prêmios da outra mostra paralela, a Quinzena dos Realizadores. No sábado, saem os vencedores da mostra Un Certain Regard. E no domingo (24), os grandes vencedores da Palma de Ouro e dos outros prêmios da competição principal.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...