domingo, 15 de fevereiro de 2015

Morre Zé do Rancho avô de Sandy e Junior

Hoje embora eu esteja mais triste, o céu está mais feliz por receber um grande artista, violeiro, compositor, produtor musical e um grande ser humano... Meu amigo ZÉ DO RANCHO, que os anjos do Senhor te recebam no céu com todo amor que vc merece e muita música que era o que vc mais gostava de fazer aqui na Terra. Um Bjo meu amigo, descanse em paz.

Hoje O Cantor Tonny Martins Que faz dupla com Kleber , postou em seu facebook o falecimento de um grande violeiro que é Zé do Rancho , Pai da Noely esposa do Xororó que faz dupla com irmão Chiãozinho , Zé do Rancho formou dupla com Zé do Pinho onde em meio tantos sucesso está a canção no colo da noite a qual adoro 
Um pouco de sua história 
João Isidoro Pereira , os oito anos de idade, trabalhava como engraxate e fazendo carretos na feira livre de São José do Rio Preto SP, além de tocar cavaquinho em bailes. Com 17 anos, iniciou sua carreira artística, viajando com circos e apresentando-se como instrumentista, cantor e ator de dramas e comédias. Em 1950, já então conhecido como Zé do Rancho, passou a integrar como guitarrista e cantor a Orquestra Nelson de Tupã SP, na qual permaneceu durante quatro anos. Em 1956 e 1957, gravou dois 78 rpms com seu irmão Gumercindo Isidoro Pereira (Guapiaçu 1930-Paranaguá PR 1969), que utilizava o nome de Zé do Pinho: destacaram-se as músicas Três companheiros (João Batista) e Rincão mato-grossense (com Zacarias). Ao mesmo tempo, em 1954, convidado pela Rádio Tupi de São Paulo SP, passou a participar de um trio com Serrinha e Riellinho, substituindo Caboclinho, com problemas de saúde. Sua participação nesse trio foi intermitente até 1957, quando Caboclinho faleceu. Então assumiu seu lugar, e o trio Serrinha, Zé do Rancho e Riellinho durou até 1962. Neste ano, Serrinha aposentou-se, e o trio foi completado com a esposa de Zé do Rancho, Mariazinha (Maria Vieira da Silva, Bauru SP 1939-). Em 1965, o trio foi desfeito. Transferiu-se então para a Rádio Nacional, em dupla com Mariazinha, permanecendo aí até 1970. A dupla gravou quatro LPs até 1972, tendo como maior sucesso a música Resposta da Mariquinha (com Zé Batuta e Quintino Eliseu). Em 1974 formou dupla com o cantor Vilmar, da dupla Valmir e Vilmar (Sebastião Gomes, Ariranha SP 1951-), que adotou também o nome de Zé do Pinho. A dupla durou até 1980, tendo gravado seis LPs pela RCA, um por ano, com sucessos como No colo da noite (Lindomar Castilho e Ronaldo Adriano), as músicas de Zé do Rancho Meu sítio, meu paraíso (1975) e Gigante adormecido (1977), e Devolva a passagem (com Ronaldo Adriano) (1975). Em 1981 lançou o LP Viola sertaneja - As mais belas músicas sertanejas, pela RCA, com versões de músicas sertanejas tradicionais, tendo gravado também outros discos como violonista solo. Foi produtor artístico das gravadoras RGE (1960) e RCA (1974), tendo produzido e apresentado programas nas rádios Tupi, Nacional, Bandeirantes e Nove de Julho. Compôs e gravou cerca de 200 músicas, também gravadas por artistas como Sérgio Reis, Belmonte e Amaraí, Milionário e José Rico e Irmãs Galvão. Solista de violão, viola e cavaquinho, participou como instrumentista de vários discos de outros artistas sertanejos, como Sérgio Reis. 

Nosso sentimentos a família .

Milionário e José Rico também postam o comunicado da morte de Zé do Rancho
COMUNICADO DE FALECIMENTO: Zé do Rancho
É com profundo pesar que comunicamos o falecimento do Zé do Rancho, na tarde deste domingo, dia 15, em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Aos 87 anos, o cantor e compositor deixa três filhos, cinco netos e três bisnetos.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...