quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Grazi Massafera tira a roupa – voluntariamente – para a J.P de fevereiro

Grazi Massafera na J.P de fevereiro || Crédito: Fabio Bartelt
Dez anos depois do début no “BBB”, Grazi Massafera prova que é bem mais que uma simples brother. Convenceu como mocinha nas novelas, apresentou programa de beleza, posou para a “Playboy”, sambou na avenida, teve uma filha e, bom, diz ela que não reatou o relacionamento com o pai da criança

Por Paulo Sampaio para a Revista J.P de fevereiro
Fotos Fabio Bartelt

Muito proativa, Grazi Massafera tira a roupa toda, voluntariamente, para encarnar a loira em apuros nas garras do King Kong. Sua entrada no set, vinda do camarim, tem o efeito paralisante de uma epifania. Se até aquele instante o produtor, o maquiador e seus respectivos assistentes estavam embevecidos com a musa – mas todos relativamente sob controle –, ali eles entraram em uma espécie de transe coletivo. “Arrasa!” “Maravilhosa!” “Deusa!”, gritavam, enquanto Grazi se contorcia cheia de lascívia na palma da mão peluda do gorila. Embora aquele tenha sido o momento em que o ensaio de fato pegou fogo, não se pode dizer que a estrela estivesse menos espetacular como Barbie, Rainha de Copas ou Alice. “Uhu! Uhu!”, continuava sua claque particular. Ela deve muito aos amigos produtores, e não só em forma de aplausos, já que eles a admiram genuinamente – inclusive de cara lavada. “Essa mulher tem borogodó com os gays, gente”, orgulha-se um deles. Ela sorri em retribuição, enquanto faz mais uma pose.

A pedido de Grazi, a reportagem foi buscá-la no aeroporto de Congonhas e a entrevistou a caminho do estúdio, que fica na Vila Leopoldina, zona sul de São Paulo. Tipo “para já ir adiantando”. “É ela!”, disse o motorista, ao avistar uma loira alta e magra modelando em meio aos seres humanos comuns que circulavam na calçada em frente ao desembarque. Fomos ao seu encontro. Tudo bem? “Tudo.” Fez boa viagem? “Fiz.” Acordou muito cedo? (Franzindo o nariz) “Sim.” Gosta de acordar cedo? “Não.” E então, a conversa engata. “Na verdade, gosto quando não é por obrigação. Se estou de férias, me levanto às 6h. Eu sou do sol. Não gosto de frio, neve. Nunca esquiei ou me programei para isso.” As últimas férias dela foram em São Miguel dos Milagres, paraíso alagoano a 85 km de Maceió. Mas ela pede, brincando, para não citar isso na matéria, “senão fica assim, ó, de gente (juntando todos os dedos da mão)”. “Em vez de São Miguel, põe aí que eu fui pra Noronha” – que ela diz amar também.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...