sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Biografia de Mick Jagger no Brasil sofre mudanças para falar sobre Luciana Gimenez

Biografia de Mick Jagger no Brasil sofre mudanças para falar sobre Luciana Gimenez - Getty Images
Uma das biografias mais esperadas no Brasil, Mick - A Vida Louca e Selvagem de Jagger, da Editora Objetiva, escrita pelo norte-americano Christopher Andersen, teria sofrido algumas alterações quando o assunto tratado foi a apresentadora Luciana Gimenez, com quem Mick Jagger teve um caso de amor.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, na versão original o autor questiona a possibilidade de Luciana ter engravidado do cantor de propósito, deixando de tomar anticoncepcionais sem avisar Mick Jagger. Essa parte, por exemplo, foi omitida na versão brasileira do livro. Além disso, na parte em que descreve que a apresentadora e o cantor se conheceram em uma festa numa mansão, a versão brasileira também omite que os dois teriam feito sexo no canil da casa.

Até a mãe de Luciana, Vera Gimenez, que atuou em filmes como Nós, os Canalhas (1975), Já Não se Faz Amor Como Antigamente (1976), As Safadas (1982) e Oh! Rebuceteio (1984), é descrita simplesmente como atriz e não atriz de pornochanchadas, soft porn, como aparece na edição original.

O autor da biografia disse que nenhuma mudança foi exigida por terceiros, mas acrescentou: "Três das mudanças foram feitas por mim e três, a pedido da editora".

A editora Objetiva, por sua vez, disse que "todas as alterações foram aprovadas previamente por Christopher Andersen, e só por ele".

O interessante nessa história toda é que em novembro de 2014, o biógrafo fez um desabafo ao jornal O Globo, dizendo que se sentia indignado com a 'censura' que estava sofrendo.
"Fiquei chocado ao saber que o Brasil proíbe biografias não autorizadas. Como o país pode ser uma sociedade livre sem saber a verdade sobre suas figuras públicas? Depois de 45 anos de carreira e 33 livros, aprendi que a maioria das celebridades mentiu por tanto tempo sobre a própria vida que esqueceu o que é real. Em nenhuma edição estrangeira de meus livros tive trechos suprimidos. A verdade é a verdade. Censura é censura. Qual é o próximo passo, fogueiras de livros? Essas celebridades que defendem causas liberais e depois tentam controlar tudo o que é escrito sobre elas são hipócritas. Cada sílaba da biografia é real".

Luciana Gimenez disse não tem nenhum envolvimento nessa questão e que não é a favor da censura, acrescentando: "Que Mick e eu tivemos uma relação, que essa relação foi e continua sendo a melhor possível, que o fruto dela foi nosso filho Lucas, hoje com 15 anos, isso tudo é verdade. Qualquer mentira, difamação ou distorção da verdade, seremos sempre contra", afirmou.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...