quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Beija-Flor de Nilópolis é a grande campeã do Carnaval no Rio de Janeiro

Beija-Flor de Nilópolis é a grande campeã do Carnaval no Rio de Janeiro - Thyago Andrade/Photo Rio News
A apuração do grupo especial do Rio de Janeiro aconteceu na tarde desta quarta-feira (18), para determinar a grande campeã do Carnaval carioca.
Com um enredo que contou a história da Guiné Equatorial, a Beija-Flor trouxe Claudia Raia como um dos seus grandes destaques. Este foi o 13º título da Beija-Flor, que não ganhava nada desde 2011.
Em segundo lugar veio a Salgueiro, que perdeu por apenas 0.4 pontos que vieram no último quesito. Em terceiro ficou a Grande Rio.
Durante os desfiles, os jurados avaliaram nove quesitos, nessa ordem: Harmonia; Fantasia; Alegoria e Adereços; Mestre-sala e porta-bandeira; Comissão de Frente; Samba-enredo; Bateria; Enredo; e Evolução. Odécimo quesito, Conjunto, que havia nos anos anteriores, não foi avaliado no desfile de 2015.
O desfile das campeãs na Sapucaí acontece no sábado (21) com as seis melhores colocadas. Em último lugar, a Viradouro foi rebaixada para o grupo de acesso.
Confira o ranking completo das escolas:
1º Beija-Flor
2º Salgueiro    
3º Grande Rio
4º Unidos da Tijuca
5º Portela
6º Imperatriz
7º Mocidade
8º São Clemente
9º União da Ilha
10º Mangueira
11º Viradouro
Ficha Técnica da agremiação:
Fundação: 25/12/1948
Cores: Azul e Branco
Presidente de honra:  Aniz Abrahão David
Presidente: Farid Abrahão David
Enredo:  Um griô conta a história: um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa felicidade
Carnavalesco: Laíla, André Cezari, Fran-Sérgio, Ubiratan Silva, Vítor Santos e Cláudio Russo. Pesquisadora: Bianca Behrends
Intérprete: Neguinho da Beija-Flor
Mestre de Bateria: Plínio e Rodney
Rainha de Bateria: Rayssa Oliveira
Mestre-sala e Porta-bandeira: Claudinho e Selmynha Sorriso
Famosos: Claudia Raia
Compositores: J.Velloso, Samir Trindade, Jr Beija flor, Marquinhos Beija flor, Gilberto Oliveira, Elson Ramires, Dílson Marimba e Silvio Romai

Samba-enredo:

Vem na batida do tambor
Voltar na memória de um grio
Fala cansada, mãos calejadas
Ouça o menino Beija-Flor …
Ceiba, árvore da vida
Raízes na verde imensidão
Na crença de tribos antigas
Força e povoada nesse chão
O invasor singrou o mar
Partiu em busca de riquezas
E encontrou nesse lugar
Novas índias, outras realezas
Destino trocado, tratado se faz
Marejam os olhos dos ancestrais
Negro canta, negro clama
Liberdade!
Sinfonia das marés
Saudade!
Um africano rei que não perdeu a fé
Era meu irmão, filho da Guiné!
Formosa, divina ilha
Testemunha dos grilhões
Eu vi a escravidão erguer nações
Mas a negritude se congraça
A chama da igualdade não se apaga
Olha a morena na roda e vem sambar
Na ginga do balélé, cores no ar
Dessa mistura vem meu axé …
Canta Brasil! Dança Guiné!
Criança! Levanta a cabeça e vá embora!
No mar que trouxe a dor,
Riqueza aflora
Tens uma família agora!
Quem beija essa flor não chora
Sou negro na raça, no sangue
e na cor
Um guerreiro Beija-Flor
Oh minha deusa soberana!
Resgata sua alma africana

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...