quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Luciano Camargo abre nova mansão com suas princesas


Celebrando 11 anos de união este mês, Luciano Camargo (41) e Flávia Fonseca (34) coroam seu amor, digno de conto de fadas, com a realização de um sonho. “Luciano sempre falou que queria me dar um castelo. Quando vi essa casa, liguei para ele e falei: ‘Achei!’”, conta a arquiteta, que abriu o novo lar, de 2500m2, na Grande São Paulo.

“Era um sonho mesmo porque eu realmente não acreditava que pudesse comprar uma casa assim. Tem de trabalhar muito e eu venho trabalhando muito há 20 anos. Fiz uma proposta de um milhão de prestações e cá estamos”, emenda o cantor sertanejo, da dupla com Zezé Di Camargo (52), que se enche de emoção ao falar da nova fase. “Sou um cara totalmente realizado”, declara.

O maior motivo de orgulho de Flávia é o quarto das filhas, as gêmeas Isabella e Helena (4), que conta com uma brinquedoteca construída como uma adorável casa de bonecas. “Chamei duas princesas, a Ariel e a Bela, para entregarem o quarto para elas. As meninas ficaram até atordoadas quando viram a casinha, um projeto meu. Foi um dia de muito carinho”, fala ela, que também decorou o quarto do casal e, aos poucos, coloca seu toque nos outros cômodos. “Eu amo o clássico, mas diria que aqui é um mix de estilos, pois tem o contemporâneo e o neoclássico, com cortinas de seda e o nosso xodó, a coleção de objetos de cristais Swarovski, que tem quase 400 peças”, detalha Flávia.

Com cumplicidade evidente na troca de olhares, Luciano e Flávia dizem que o respeito é o segredo da união. “Estou em lua de mel com minha mulher. É a primeira vez na vida que eu sinto uma vontade alucinante de terminar um show e voltar para casa. Tenho filhos formados, mas agora tenho duas crianças. E ainda sou avô!”, diz o astro, pai também de Wesley (25), que tem Maria Luiza (1 ano e 7 meses), e Nathan (20), de relacionamentos anteriores. “Aprendo muito com minhas filhas e não tive isso com meus filhos, porque, às vezes, não estava presente. Hoje, sou mesmo pai e marido”, define.
Como surgiu a ideia de mudar para uma casa maior?
Flávia – Já estávamos procurando há tempos. Eu tinha um projeto e queríamos construir. Mas quando entrei nesta casa, me apaixonei.
Luciano – A nossa casinha sempre foi perfeita, mas o que nos levou a procurar outra foi o nascimento das meninas.

Vocês sempre sonharam em ter uma casa enorme?
Flávia – Não! Na verdade, eu achava que eu e o Luciano íamos ter uma casa na praia e ficar lá...
Luciano – Sabe o que eu acho legal na Fau? Ela é filha de papai, mas não é filhinha de papai. Me orgulho do meu sogro, que trabalha há 35 anos para ter o que tem. Meu cunhado acorda às 5h para trabalhar, poderia bancar de filho de empresário, mas não! E a Fau é igual. Quando nos casamos, assim como eu não imaginava uma casa assim, ela também não.

Vocês são muito apaixonados. Qual é o segredo da união?
Flávia – O respeito. Até quando brigamos, ninguém eleva a voz, nem xinga. A gente conversa.
Luciano – Além disso, para se manter a chama da paixão, algumas privacidades têm de ser mantidas. Eu nunca fiz xixi na frente dela e vice e versa!
Flávia – Ele não vê, por exemplo, quando estou tirando a maquiagem. E eu levanto, descabelada, me arrumo e só depois dou bom dia. É uma besteirinha que não custa nada!

Luciano, você perdeu 20kg...
Eu sempre mantive meu peso, entre 70kg e 72 kg, com remédio, bomba mesmo. Eu fui um viciado e não tenho vergonha de falar. Em novembro de 2012, parei de tomar e fui de 70kg para 89kg, em quatro meses. Fiquei ruim, fui radical, passei 45 dias só tomando sopa. Depois comecei a lutar muay thai, peguei gosto pelos exercícios.

E sua alimentação?
Passei a comer menos e de três em três horas. Fiquei traumatizado, pois quando engordei chutei o balde e detonei 50 potes de sorvete em 40 dias, tomava uma garrafa de vinho por dia, não saía de casa, só comia. Foi efeito da abstinência do remédio, um pouco de depressão.

Flávia te deu força?
Quando parei com o remédio, o apoio dela foi fundamental. Ela disse: ‘Estamos juntos’. Começou a malhar todo dia para me acompanhar. É meu alicerce. Falo que ela é minha espinha dorsal, pois me apoia em tudo.

Como é o Luciano avô?
Estou curtindo. A Maria Luiza ‘resgatou’ meu filho, veio para selar a paz entre nós. Antes, vivíamos em guerra e hoje nos falamos todos os dias por telefone. Falo que você só descobre o valor de um pai quando se torna pai. Minha neta é, para mim, junto com meus filhos, um dos meus maiores presentes.

E agora Nathan segue seus passos, cantando...
Nunca fui de passar dica para meu filho, pois não o ouvia profissionalmente. Ele me chamou para gravar e eu fui achando que teria que mostrar como fazer, mas o menino está pronto. Acho que ele sabe muito mais do que eu sobre cantar. Essa geração nova, como o Gusttavo Lima, vem com um chip novo na cabeça. Chegam completos. Os caras tocam, escrevem, arranjam, produzem. Considero o Luan Santana o popstar do Brasil. Tudo o que ele lança vira sucesso, como foi com Zezé Di Camargo & Luciano no começo e durante 15 anos.

São 20 anos de sucesso com o Zezé. Como é a relação de vocês hoje, após a briga de 2011?
Somos referência no mercado. É muita responsabilidade se manter entre as duplas que mais fazem shows no Brasil. Eu não tinha noção que Zezé Di Camargo e Luciano eram celebridades até a briga. Nunca imaginei que fosse virar aquilo, mas minha relação com ele não mudou. Além de respeito, do gostar, da irmandade, existe admiração. Sou muito fã do Zezé e ele é muito meu fã.

E a separação dele e da Zilu?
Zezé está com 50 anos e ele tira de letra tudo isso que está acontecendo. Mas, se precisar e ele quiser, vou dar conselho.

E a nova cunhada, Graciele?
Minha relação com a namorada do Zezé é muito boa, a melhor possível, a chamo de cunhada. Ela está sempre nos nossos shows e, se o faz feliz, tem todo o meu apoio.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...