quarta-feira, 18 de junho de 2014

Schumacher não terá mais melhoras rápidas, diz neurologista

Schumacher não terá mais melhoras rápidas, diz neurologista - Getty Images
Em entrevista à BBC Brasil, o neurologista Felipe Fregni conversou sobre a situação do heptacampeão de Fórmula 1 Michael Schumacher, que acabou de sair do coma depois de quase seis meses internado.

Ele contou que muitos pacientes, que passaram pelo mesmo procedimento, enfrentam o desafio de reconectar o quanto antes as áreas do cérebro danificadas após a lesão.

"Na lesão cerebral, as áreas se desconectam, e você tem que ajudar a se reconectarem. E é uma corrida contra o tempo", disse.

Felipe comanda um grupo de cientistas do Centro de Neuromodulação do Hospital de Reabilitação Spaulding, que faz parte da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e estuda situações de coma e analisa as modificações do cérebro nestas situações de lesão.

Para o neurologista, Schumacher não terá mais melhoras espontâneas e só vai ter alguma recuperação dependendo de seu tratamento.

“Ele não terá mais nenhum tipo de melhora espontânea, agora só vai melhorar dependendo do tratamento de reabilitação", disse.

Michael Schumacher foi colocado em coma induzido no fim do ano passado, depois de sofrer uma lesão após bater com a cabeça em uma rocha enquanto esquiava. Na última segunda-feira, ele deixou o hospital que estava internado para continuar sua recuperação.

"Dificilmente ele vai ter todas as funções normais como tinha antes. Tem que ver o que sobrou da parte cognitiva e emocional", finalizou.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...